MAPITUR: criando bases de dados geoespaciais da oferta turística com ferramentas livres.

Autores

  • Michel Bregolin
  • Thalia Ferreira Alves
  • Nathalia Luana Ritter Moeller

Palavras-chave:

Observação em Turismo. Mapeamento. Oferta Turística. Ferramentas Livres. Bases Geoespaciais.

Resumo

A observação de um fenômeno, tema, setor ou localidade implica a execução articulada de processos de coleta, armazenamento, integração, organização e disponibilização de dados para as partes interessadas. Em todos esses processos, a incorporação de recursos tecnológicos possibilita uma melhor performance, sendo a sua adoção geralmente limitada pela baixa disponibilidade de investimento e de conhecimento técnico especializado. Levando isso em consideração, o estudo buscou avaliar, via uma pesquisa-ação com uso da ferramenta My Maps (Google), a viabilidade de estabelecer uma metodologia no Brasil para a criação de bancos de dados geoespaciais da oferta turística utilizando ferramentas de acesso livre que exigem baixo investimento e pouco conhecimento técnico especializado. Como resultado, foi criada a metodologia MAPITUR que atendeu a esses requisitos fazendo uso de recursos do pacote Google.

Downloads

Publicado

2022-06-22

Edição

Seção

Artigos