Submissões

O cadastro no sistema e posterior acesso, por meio de login e senha, são obrigatórios para a submissão de trabalhos, bem como para acompanhar o processo editorial em curso. Acesso em uma conta existente ou Registrar uma nova conta.

Condições para submissão

Como parte do processo de submissão, os autores são obrigados a verificar a conformidade da submissão em relação a todos os itens listados a seguir. As submissões que não estiverem de acordo com as normas serão devolvidas aos autores.
  • A contribuição é original, inédita, e não está sendo avaliada para publicação em outra revista.

  • O texto submetido segue os padrões descritos na seção "SUBMISSÕES".
  • O texto submetido cumpre com todos os requisitos bibliográficos descritos em Diretrizes para Autores, na seção Sobre a Revista.
  • Os arquivos submetidos não ultrapassam o limite máximo de 6 mb.
  • O texto está em espaço 1,15 cm; usa a fonte CENTURY GOTHIC, tamanho 11.
  • As figuras e tabelas estão inseridas no texto, não no final do documento na forma de anexos;

  • Em caso de submissão a uma seção com avaliação pelos pares (ex.: artigos), as instruções disponíveis em "Assegurando a Avaliação pelos Pares Cega" foram seguidas.
  • O documento submetido está inserido no TEMPLATE da revista e segue todas as normas indicadas nesse arquivo.

Diretrizes para Autores

Foco e escopo

A revista Diálogo das Letras destina-se a leitores e colaboradores nacionais e estrangeiros interessados em ler e/ou publicar textos originais e inéditos resultantes de pesquisa e de trabalhos acadêmicos relacionados aos estudos do texto e do discurso e ensino.  Os trabalhos devem contemplar a investigação dos objetos texto e discurso ou explorar interfaces desses objetos com o ensino. Aceita-se trabalhos que estejam ancorados nas teorias concernentes a tais objetos, assim como de outras áreas do conhecimento com as quais se possa estabelecer interlocução.  

 

Polí­ticas de seção 

Após as mais recentes mudanças na polí­tica editorial, a revista Diálogo das Letras recebe submissões de trabalhos para as seguintes seções:

Artigos – Destinada à publicação de artigos cientí­ficos (com extensão de 15 a 20 páginas) dentro do escopo da revista.

Artigo convidado – Destinada à publicação de artigos cientí­ficos (com extensão de 15 a 20 páginas) dentro do escopo da revista solicitados a especialistas da área.

Resenhas – Destinada à publicação de resenhas (com extensão de 03 a 05 páginas) de obras recentes (publicadas nos últimos 3 anos) que abordem temática dentro do escopo da revista.

Entrevistas – Destinada à publicação de entrevistas realizadas com pesquisadores/pensadores, de renome nacional e/ou internacional, da área dos estudos da linguagem. Devem tratar de questões relacionadas à temática do texto, discurso e ensino. Não se estabelece extensão em relação à quantidade de páginas, mas se recomenda que as entrevistas contenham de 06 a 12 perguntas e respostas.  

OBSERVAÇÃO: Não submeter trabalhos para seções como Artigos de Alunos de Pós-Graduação e Pesquisadores, Dossiê ou Livre, uma vez que se encontram desativadas.

 

Periodicidade 

Acompanhando a tendência e a dinâmica da comunicação cientí­fica, a Diálogo das Letras passou a adotar, a partir de 2020, o sistema de publicação contí­nua. Assim, tão logo seja finalizado o processo editorial, o texto será publicado na página da revista, sem que seja necessário aguardar o fechamento de um volume. Com a adoção desse sistema, a revista passa a publicar um único volume anual composto por, no mí­nimo, 30 (trinta) artigos cientí­ficos.

 

Processo de avaliação dos manuscritos 

O processo de avaliação de trabalhos submetidos à revista Diálogo das Letras consiste em duas etapas:

1 – Avalição preliminar realizada pela equipe editorial: contempla o exame da submissão quanto: i) à adequação do trabalho ao foco e escopo da revista, ii) às polí­ticas e normas de submissão de trabalhos; iii) ao ineditismo do trabalho, considerando a verificação de plágio e autoplágio.

2 – Avaliação pelo sistema duplo-cego: contempla a avaliação do trabalho por, pelo menos, 02 pareceristas membros do Conselho Consultivo e/ou consultores ad hoc convidados. Os pareceristas podem indicar a publicação do texto sem alterações ou mediante ajustes ou ainda rejeitar a publicação. Em caso de os pareceristas sugerirem modificações, a aceitação e publicação do texto fica condicionada ao atendimento pontual, em tempo hábil (em até 15 dias), pelo(s) autor(es), das modificações apontadas no(s) parecer(es). Quando houver discrepância no resultado avaliativo, o editor-chefe poderá encaminhar o manuscrito para um terceiro examinador.

Na avaliação do manuscrito, deverão ser observados os seguintes critérios: adequação ao foco e escopo da revista, originalidade e contribuições para a área do conhecimento, consistência teórica, adequação metodológica, análise consistente e fundamentada na literatura; bibliografia pertinente e atualizada; correção de linguagem e respeito às normas técnicas - ABNT em vigor.

Os resultados da avalição serão expressos da seguinte maneira: i) o trabalho deve ser aceito na sua forma atual; ii) o trabalho deve ser aceito, desde que sejam observadas as correções sugeridas no parecer; iii) o trabalho não deve ser aceito para publicação.

As avaliações são consolidadas e poderão ser complementadas pelo editor-chefe e encaminhadas aos autores. Essa etapa final compreende: i) o acompanhamento do atendimento e/ou da apresentação de justificativas (quando for o caso) em relação aos apontamentos e às sugestões apresentados pelos pareceristas, com vistas ao aprimoramento do trabalho; ii) efetivação de ajustes de revisão de natureza linguí­stico-textual e de ordem técnica, caso sejam necessários, solicitados pela equipe editorial; iii) conferência do ineditismo da publicação, com vistas a verificar, mediante detectores de plágio e autoplágio, se o trabalho foi publicado, seja em outro periódico, seja em livro, seja em outro espaço de divulgação.

Caso seja constatada duplicação de publicação, a submissão será arquivada e os autores serão notificados e ficarão impedidos de publicar na revista por um perí­odo de 3 anos. Poderão ser enviados trabalhos publicados em anais de eventos, desde que o texto submetido à Diálogo das Letras não seja uma mera reprodução do trabalho já publicado e que seja explicitada, em nota de rodapé, menção aos anais do evento em que o texto foi publicado.

A decisão final quanto à publicação caberá ao editor-chefe, que levará em consideração se o(s) autor(es) cumpriram satisfatoriamente as condições de publicação do manuscrito especificadas acima.

Considerando que a revista adotou o sistema de publicação contí­nua e passou a trabalhar com uma perspectiva de publicação do manuscrito em até 6 meses a contar da data de sua submissão, o prazo entre submissão e decisão sobre a publicação do artigo compreende, em média, 3 meses. 

 

Polí­tica de ética e integridade na pesquisa e comunicação cientí­fica:

Toda e qualquer pessoa que aparece listada como autora de um texto cientí­fico submetido à revista Diálogo das Letras assume ter participado ativamente do desenvolvimento, da concepção e da realização da pesquisa, bem como do processo de escrita e revisão do texto. Sendo assim, todas aquelas pessoas listadas declaram, em última instância, estarem aptas a defenderem e responderem publicamente pelo texto. Espera-se que aquelas pessoas que não tiveram participação ativa e significativa no desenvolvimento do trabalho sejam tão somente incluí­das e lembradas como parceiros em um agradecimento expresso em nota de rodapé ou em seção de agradecimentos.

Cabe aos autores declararem respeito às normas de ética de pesquisa com seres humanos, observando as diretrizes em vigor no paí­s. Ao submeter um trabalho à revista Diálogo das Letras, os autores expressam estar cientes da necessidade de obediência aos procedimentos éticos (aplicação de questionários, realização de entrevistas e experimentações etc.) estabelecidos para a pesquisa cientí­fica quando esta envolver seres humanos. Além disso, os autores manifestam estar cientes de que é necessário garantir o anonimato aos participantes da pesquisa (instituições e/ou pessoas) salvo nos casos em que haja permissão para a identificação. Essas recomendações se aplicam também à divulgação de imagens de pessoas e/ou de instituições.

A revista Diálogo das Letras assume as Diretrizes sobre integridade na pesquisa cientí­fica do Conselho Nacional de Desenvolvimento Cientí­fico e Tecnológico (CNPq).

Prezando por uma polí­tica de boas práticas na atividade editorial, a editoria da revista se pauta ainda nos princí­pios de conduta de editores de periódicos estabelecidos no Code of Conduct for Journal Editors, do Committee on Publication Ethics (COPE). 

 

Indexadores

Como forma de dar visibilidade aos trabalhos que publica, a revista Diálogo das Letras tem assumido o compromisso de ampliar de modo significativo o seu espaço de divulgação e seu alcance junto à comunidade acadêmico cientí­fica mediante o registro em diversas bases indexadoras e diretórios, nacionais e internacionais. No momento, Diálogo das Letras se encontra registrada em bases indexadores e diretórios como: Doaj, Latindex, Thomson Reuters", index Web of Science Emerging Sources Citation Index, REDIB, e-Revistas, Erihplus, MLA, CiteFactor - Academic Scientific Journal, WorldCat, CIRC, EZ3, DRJI, OAJI, Portal SEER/Ibict, Sumários.org, MIAR, LatinREV, Portal LivRe!, Diadorim, LATINOAMERICANA e Google Acadêmico.

 

REGRAS GERAIS PARA SUBMISSÃO DE TRABALHOS

  1. A Diálogo das Letras aceita submissões em português, inglês, francês e espanhol.
  2. Antes de submeter o seu trabalho, o autor deve ler atentamente as normas de submissão da revista e adequar o seu texto ao formato da seção em que deseja publicar. Manuscritos que não estiverem em conformidade com as regras de formato disponí­veis abaixo e no TEMPLATE serão devolvidos aos autores (os autores devem fazer download do template, de acordo com o formato do seu editor de texto, e utilizá-lo na ocasião da submissão), 
  3. Os autores e coautores devem submeter apenas um trabalho por vez.
  4. Os autores deverão se cadastrar e submeter os seus trabalhos no sistema da revista Diálogo das Letras, em formato Word of Windows (versão 6.0 ou superior) ou LibreOffice (versão 24.2.0 ou superior), em dois arquivos (um sem identificação do autor, inclusive nas auto referências e propriedades do arquivo, e outro com identificação do autor), com o seguinte modelo de nomeação: ARTIGO_IDENTIFICADO.doc e ARTIGO_SEM_IDENTIFICAÇÃO.doc.
  5. e) Para trabalhos produzidos por mais de um autor, todos devem criar um perfil de usuário no sistema da revista e serem listados como coautores pelo usuário que submeter o manuscrito. É imprescindí­vel, nos metadados, a inserção dos registros dos ORCIDIs de cada autor (observe que devem ser incluí­dos com http e não htpps, da maneira como são gerados automaticamente pelo site). Além disso, é preciso informar o nome por extenso das instituições as quais estão vinculados os autores do texto, seguido do seu acrônimo entre parênteses. Exemplo: Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN).

 

PASSO A PASSO PARA SUBMISSÃO DE TRABALHOS À DL:

  • As instruções para submissão do manuscrito estão descritas neste arquivo: BAIXE-O CLICANDO AQUI;
  • É recomendado que os autores interessados em submeter trabalhos à revista Diálogo das Letras procurem conhecer artigos já publicados em volumes anteriores, para averiguar a novidade e contribuição de sua submissão em relação aos trabalhos já publicados na revista e verificar se algum deles pode ser referenciado em sua produção.

 

ORIENTAÇÕES GERAIS

Quanto a pagamento de taxas e acesso aos textos publicados:

A revista não cobra taxa de submissão ou de processamento dos artigos submetidos e permite o acesso livre e gratuito do conteúdo que publica ao público em geral.

Quanto aos autores:

A revista Diálogo das Letras publica trabalhos de pesquisadores doutores, doutorandos e mestres. Mestrandos poderão submeter trabalhos desde que em parceria com pesquisador que possua o tí­tulo de doutor.

Com o objetivo de evitar a endogenia e garantir a diversidade de autores e instituições, será permitida, em cada volume, a publicação de: i) apenas 1 trabalho por autor ou coautor; ii) até 30% de trabalhos de pesquisadores, professores e alunos vinculados à UERN. Além disso, autor e coautor devem aguardar o perí­odo de 1 ano, a contar da data de publicação de seu último artigo veiculado pela revista, para apresentar nova submissão.

Cada trabalho poderá ter no máximo 4 autores (1 autor e 3 coautores). No processo de submissão, deverão ser inseridos os nomes completos dos autores, o número identificador (ID) do ORCID, o endereço URL do cadastro na Plataforma Lattes, os endereços institucionais, o resumo da biografia dos autores e o e-mail do autor indicado para correspondência. Submissões de trabalhos com mais de 4 autores podem ser aceitas, desde que apresentem justificativa e recebam posição favorável da equipe editorial.

A Diálogo das Letras - não se responsabiliza por conceitos e opiniões emitidos pelos autores, tampouco manifesta, necessariamente, concordância com posições assumidas nos textos publicados. Além disso, os dados e a exatidão das referências citadas no trabalho são de inteira responsabilidade do(s) autor(es).

Ao submeterem seus trabalhos, os autores concordam que os direitos autorais referentes a cada texto estão sendo cedidos para a revista Diálogo das Letras. Concordam ainda que assumem as responsabilidades legais relativas às informações emitidas.

 

QUANTO AOS TRABALHOS SUBMETIDOS

 I – EXTENSÃO DOS TEXTOS

1 - Artigo cientí­fico: de 15 a 20 páginas;

2 - Resenha: de 3 a 5 páginas;

3 - Entrevista: sem extensão definida, mas se recomenda que contenha de 06 a 12 perguntas e respostas.  

 

II – CONFIGURAÇÕES DE TAMANHO DE PÁGINA, MARGENS, FONTE E OUTROS (APLICÁVEL A TODOS OS TIPOS DE TEXTOS)

1 - Folha: A4;

2 - Margens: todas as margens com 2,0 cm;

3 - Fonte: CENTURY GOTHIC;

4 - Cor da fonte: preta (exceto em tí­tulos, nome dos autores e tí­tulos de seções do texto, nos quais deve ser utilizada a cor azul, de código cromático #2F5496);

5 - Tamanho da fonte: 11;

6 - Espaço entre linhas: 1,15;

7 - Adentramento do parágrafo: 1,25;

8 - Citações no corpo do trabalho:

As citações diretas, com até 3 linhas, deverão ser colocadas entre aspas, no corpo do texto, seguidas da referência da fonte conforme a ABNT NBR 10520/2023 em vigor, a saber: o sobrenome do(a) autor(a) deve ser redigido apenas com a primeira letra em maiúscula, seguido do ano de publicação da fonte e página da citação consultada. Ex.: (Passeggi, 2010, p. 299);

9 - Notas de rodapé e citações longas: tamanho da fonte 8, espaço simples. No caso das citações longas, com mais de 3 linhas, deverão ser colocadas em fonte CENTURY GOTHIC, tamanho 8, espaçamento simples (1,0), com recuo de 4 cm, sem aspas e, quando seguidas pela referência, seguir as normas da ABNT (SOBRENOME, ano, p. X). Deve haver um espaço antes e depois da citação, com espaçamento entre linhas de 1,15, tamanho 11.

 

III - ORIENTAÇÕES ESPECÍ­FICAS PARA FORMATAÇÃO DE ARTIGOS CIENTÍFICOS

3.1 Dos elementos pré-textuais

3.2 Tí­tulo: o tí­tulo deve conter, em média, 20 palavras. Deve ser redigido em fonte CENTURY GOTHIC, negrito, tamanho 20, espaçamento simples e conter somente a primeira letra em caixa alta. A versão em lí­ngua estrangeria, deve ser redigida em fonte CENTURY GOTHIC, itálico, tamanho 12, espaçamento simples e conter somente a primeira letra em caixa alta.

3.3 Nome do(s) autor(es): o nome do(s) autor(es) deve(m) vir por extenso e conter somente as iniciais em caixa alta; tamanho 10; negrito; espaçamento simples; fonte CENTURY GOTHIC, alinhados à direta e na cor azul. Indicação de informações sobre formação acadêmica e filiação institucional devem aparecer em nota de rodapé (fonte CENTURY GOTHIC, tamanho 8, espaço simples), conforme descrito abaixo:

  • Filiação institucional por extenso, seguida de abreviatura da instituição entre parênteses (ponto final depois dessa informação). Titulação (apenas maior titulação) com o nome da instituição onde obteve o tí­tulo, por extenso, seguida da abreviatura da instituição, entre parênteses (ponto final depois dessa informação). Nome da cidade seguido de uma "/" e sigla do estado (ví­rgula), nome do paí­s (ponto final depois dessa informação). Palavra "ORCID", em caixa alta, dois pontos, link do ORCID (Ex.: ORCID: http://orcid.org/0000-0000-0000-0000). Palavra "E-mail", dois pontos, e-mail do autor (Ex.: E-mail: xxxx@gmail.com).

Exemplo:

Docente da Universidade Federal da Paraí­ba (UFPB). Doutor em Linguí­stica pela Universidade Federal da Paraí­ba (UFPB). João Pessoal/PB, Brasil. ORCID: http://orcid.org/0000-0002-3804-8507. E-mail: xxxxxx@gmail.com.

3.4 Resumo: deve constar em duas linhas (tam. 10, espaço simples) abaixo do(s) nome(s) do(s) autor (es), escrito na mesma língua do texto. Colocar a palavra RESUMO (TAM, 10) em caixa alta e negrito. O texto do resumo deve ser redigido abaixo da palavra RESUMO, em parágrafo único, espaço simples, justificado, com fonte CENTURY GOTHIC, tamanho 8. Deve conter, no mínimo, 100 palavras e, no máximo, 250. Caso o texto seja redigido em uma língua estrangeira (inglês, espanhol ou francês), a versão do abstract, resumen ou résumé deve, obrigatoriamente, ser na língua portuguesa.

OBSERVAÇÃO IMPORTANTE

  • Solicita-se que os resumos contemplem, de forma sintética, contextualização/apresentação da temática, objetivos, pressupostos teóricos e metodologia empregada, resultados obtidos e conclusões.

3.5 Palavras-chave: deve constar logo abaixo do resumo, em número de 03, na mesma lí­ngua do texto. Colocar o termo Palavras-chave em caixa baixa (somente a primeira letra em caixa alta), negrito, com fonte na cor azul, dois pontos (:), seguidos das palavras-chave, com fonte CENTURY GOTHIC, tamanho 8, espaçamento simples. Cada palavra-chave deve conter a primeira letra maiúscula e vir separada das demais por ponto. Caso o texto seja redigido em uma lí­ngua estrangeira (inglês, espanhol ou francês), a versão de keywords, palabras-clave ou mots-clés deve, obrigatoriamente, ser na lí­ngua portuguesa.

3.6 Abstract: deve constar ao lado do resumo. Colocar a palavra ABSTRACT em caixa alta e negrito, com fonte na cor azul. Redigir o texto logo abaixo do termo ABSTRACT, em parágrafo único, espaço simples, justificado, com fonte CENTURY GOTHIC, tamanho 8. Deve conter, no mí­nimo, 100 palavras e, no máximo, 250.  Caso o texto seja redigido em uma lí­ngua estrangeira (inglês, espanhol ou francês), a versão do abstract, resumen ou Résumé deve, obrigatoriamente, ser na lí­ngua portuguesa.

3.7 Keywords: seguir as mesmas orientações das Palavras-chave

3.8 Dos elementos textuais

Os artigos cientí­ficos devem apresentar uma estrutura que contemple, de modo geral, as seguintes partes: introdução, fundamentação teórico-metodológica, análise e discussão dos resultados, conclusões.

3.9 Seções do texto – tí­tulos

O tí­tulo de cada seção deve ser redigido em: 

  • Negrito;
  • Fonte: CENTURY GOTHIC;
  • Tamanho: 11;
  • Cor da fonte: azul;
  • Formato: todo em caixa alta;
  • Espaçamento 1,15.

OBSERVAÇÕES IMPORTANTES:

  • Deve-se usar numeração arábica em todas as seções (incluindo INTRODUÇÃO e CONCLUSÃO, exceto REFERÊNCIAS);
  • Não se coloca ponto final o após o numeral. Deve-se realizar apenas o afastamento com um espaço;
  • Deve-se deixar uma linha em branco, com espaçamento 1,15, tam. 11, entre o último parágrafo da seção/subseção anterior e o título da seção seguinte. Seguir as mesmas orientações ao criar uma seção/subseção.

3.1.1 Subseções do texto (quando for o caso). Os tí­tulos de subseções devem ser redigidos em:

  • Negrito;
  • Fonte: CENTURY GOTHIC;
  • Tamanho: 11;
  • Cor da fonte: azul;
  • Formato: somente a primeira letra do tí­tulo da subseção em caixa alta;
  • Espaçamento 1,15.

OBSERVAÇÃO IMPORTANTE:

  • Não se coloca ponto final o após o numeral. Deve-se realizar apenas o afastamento com um espaço. Deve-se deixar uma linha em branco, com espaçamento 1,15, tam. 11, entre o último parágrafo da seção/subseção anterior e o título da seção seguinte. Seguir as mesmas orientações ao criar uma seção/subseção.

3.1.2 Dos elementos pós-textuais

3.1.3 Referências: todas as referências citadas no corpo do texto deverão ser apresentadas na lista de Referências na parte final do texto - Ver a seção "VII - ORIENTAÇÕES SOBRE REFERÊNCIAS".

3.1.4 Anexos e apêndices: devem ser inseridos após as Referências, observando as diretrizes de formatação estabelecidas para as demais partes do texto. (Recomenda-se evitar o uso de anexos e apêndices, sempre que possí­vel). Quando incluí­dos, esses elementos devem ser levados em consideração no cômputo de páginas do manuscrito.

3.1.5 Formatação para exemplos que ilustrem as análises (quando for o caso)

Para a formatação de exemplos que ilustrem as análises, deve-se seguir padronização conforme o modelo apresentado: o termo Excerto (termos como Exemplo, Fragmento, entre outros, também podem ser utilizados) deve ser escrito em fonte CENTURY GOTHIC, tam. 8, espaçamento simples, negrito e acompanhado de uma numeração arábica sequencial (01, 02, 03 etc.). Já o conteúdo do excerto deve ser redigido em fonte CENTURY GOTHIC, tam. 8, espaçamento simples e em itálico, com adentramento de 2cm em relação a lateral esquerda.

OBERVAÇÃO IMPORTANTE:

  • Seguir a formatação padrão e a numeração sequencial (01, 02, 03) em todos os exemplos utilizados. Ademais, deixar uma linha em branco antes e depois do excerto, seguindo a formatação: CENTURY GOTHIC, tam. 11, espaçamento 1,15.

 

IV - ORIENTAÇÕES ESPECÍ­FICAS PARA FORMATAÇÃO DE RESENHAS 

4.1 Dos elementos composicionais

4.2 Referência da obra resenhada: seguindo as normas da ABNT NBR 6023 de 2018.

4.3 Tí­tulo da resenha: somente a primeira letra do tí­tulo caixa alta, centralizado e negrito, na segunda linha abaixo da referência da obra resenhada. Fonte: CENTURY GOTHIC, tamanho 20, na cor azul, espaçamento simples.

4.4 Nome do(s) autor(es): duas linhas abaixo do tí­tulo, alinhado(s) à direita, em maiúsculas somente as iniciais dos nomes. Indicação de informações sobre formação acadêmica e filiação institucional devem aparecer em nota de rodapé, conforme descrito abaixo:

  • Filiação institucional por extenso, seguida de abreviatura da instituição entre parênteses (ponto final depois dessa informação). Titulação (apenas maior titulação) com o nome da instituição onde obteve o tí­tulo, por extenso, seguida da abreviatura da instituição, entre parênteses (ponto final depois dessa informação). Nome da cidade seguido de uma "/" e sigla do estado (ví­rgula), nome do paí­s (ponto final depois dessa informação). Palavra "ORCID", em caixa alta, dois pontos, link do ORCID (Ex.: ORCID: http://orcid.org/0000-0000-0000-0000). Palavra "E-mail", dois pontos, e-mail do autor (Ex.: E-mail: xxxx@gmail.com).

Exemplo:

Docente da Universidade Federal da Paraí­ba (UFPB). Doutor em Linguí­stica pela Universidade Federal da Paraí­ba (UFPB). João Pessoal/PB, Brasil. ORCID: http://orcid.org/0000-0002-3804-8507. E-mail: xxxxxx@gmail.com.

4.5 Corpo da resenha: Iniciar duas linhas abaixo do(s) nome(s) do(s) autor(es). Tamanho 11, fonte CENTURY GOTHIC, espaçamento 1,15, parágrafos com adentramento de 1,25 cm.

4.6 Referências: se houver, relacionar apenas aquelas realmente citadas na resenha. (Ver Orientações sobre REFERÊNCIAS).

4.7 Anexos: recomenda-se o uso apenas em casos extremamente necessários. 

 

V - ORIENTAÇÕES ESPECÍ­FICAS PARA FORMATAÇÃO DE ENTREVISTAS 

5.1 Dos elementos composicionais

5.2 Tí­tulo da entrevista: somente a primeira letra em caixa alta, centralizado e negrito. Fonte: CENTURY GOTHIC, tamanho 20, espaçamento simples. Recomenda-se que, no tí­tulo, se faça referência ao nome do entrevistado. 

5.3 Breve contextualização da entrevista e do entrevistado, destacando, sobretudo, pontos relevantes da vida acadêmica e da produção do entrevistado. Na contextualização devem constar também os nomes do(s) entrevistador(es). Usar caixa alta, centralizado e negrito. Fonte: CENTURY GOTHIC, tamanho 10, espaço simples. 

OBSERVAÇÃO IMPORTANTE: indicação de informações sobre formação acadêmica e filiação institucional do(s) entrevistador(es) deve aparecer em nota de rodapé, conforme descrito abaixo:

  • Filiação institucional por extenso, seguida de abreviatura da instituição entre parênteses (ponto final depois dessa informação). Titulação (apenas maior titulação) com o nome da instituição onde obteve o tí­tulo, por extenso, seguida da abreviatura da instituição, entre parênteses (ponto final depois dessa informação). Nome da cidade seguido de uma "/" e sigla do estado (ví­rgula), nome do paí­s (ponto final depois dessa informação). Palavra "ORCID", em caixa alta, dois pontos, link do ORCID (Ex.: ORCID: http://orcid.org/0000-0000-0000-0000). Palavra "E-mail", dois pontos, e-mail do autor (Ex.: E-mail: xxxx@gmail.com).

Exemplo:

Docente da Universidade Federal da Paraí­ba (UFPB). Doutor em Linguí­stica pela Universidade Federal da Paraí­ba (UFPB). João Pessoal/PB, Brasil. ORCID: http://orcid.org/0000-0002-3804-8507. E-mail: xxxxxx@gmail.com. 

5.4 Corpo da entrevista

Não se estabelece extensão em relação à quantidade de páginas, mas se recomenda que as entrevistas contenham de 06 a 12 perguntas e respostas. Iniciar duas linhas abaixo da contextualização. As perguntas devem conter destaque em negrito e devem ser precedidas de dois pontos e do termo Entrevistador (es) em negrito. As respostas devem conter destaque em negrito e devem ser precedidas de dois pontos e do nome do entrevistado, em negrito. Perguntas e respostas devem ser separadas entre si por um espaço simples e devem ser digitadas em fonte CENTURY GOTHIC, tamanho 11, espaço simples. 

5.5 Referências: se houver, relacionar apenas aquelas realmente citadas na entrevista ou caso o entrevistado apresente alguma como sugestão de leitura. (Ver Notas sobre Referências) 

 

VI - ORIENTAÇÕES SOBRE ILUSTRAÇÕES ILUSTRAÇÕES 

Quadros/tabelas/figuras/gráficos devem estar centralizados no texto, com títulos e numerações.

REGRAS DE FORMATAÇÃO: primeiro vem o nome Quadro/Tabela/Figura/Gráfico e se respectivo numeral (fonte CENTURY GOTHIC, negrito, tamanho 8, centralizado), seguido de dois pontos (:) e o título referente ao quadro/tabela/figura/gráfico. Logo abaixo do quadro/tabela/figura/gráfico, inserir informações referentes à sua fonte: primeiro vem o nome Fonte (fonte CENTURY GOTHIC, negrito, tamanho 8, centralizado), seguido de dois pontos (:) e a sua referência. Deverá haver uma linha em branco, com espaçamento simples (1,0), entre quadro/tabela/figura/gráfico e os parágrafos anterior e posterior. 

IMPORTANTE: Deixar uma linha em branco antes e depois do Quadro/Tabela/Figura/Gráfico, seguindo a formatação: CENTURY GOTHIC, tam. 11, espaçamento 1,15.

 

VII - ORIENTAÇÕES SOBRE REFERÊNCIAS

A primeira referência deve vir na segunda linha abaixo da expressão REFERÊNCIAS. Isto é, após a palavra REFERÊNCIAS, deixar uma linha em branco, no tamanho 11, com espaçamento 1,15.  É importante salientar que as referências sejam estruturadas conforme às normas da ABNT NBR 6023 de 2018.

 Observação: na seção REFERÊNCIAS, todas as referências citadas no corpo do texto deverão ser apresentadas em ordem alfabética, sem numeração, em espaçamento simples, sem pt antes ou depois, separadas por uma linha em branco (espaçamento simples, tamanho 11), observando-se o alinhamento à esquerda. Caso haja mais de uma obra do mesmo autor, citar respeitando a ordem cronológica de publicação; caso haja mais de uma obra do mesmo autor publicada no mesmo ano, diferenciá-las por meio de letras alfabéticas “a”, “b”, “c”, “d” etc.

Não usar o traço para os casos em que se referencia um autor com mais de uma obra citada no trabalho. Nessas situações, deve-se repetir o nome, bem como os prenomes de forma abreviada.

 

MODELOS DE REFERÊNCIAS

  •  Livro

 SOBRENOME DO AUTOR, Inicial(is) do nome. Título do livro (em negrito, somente a primeira letra em maiúscula): subtítulo (sem negrito). Tradução de Fulano de Tal. Edição. Local: Editora, data de publicação.

 Exemplo:

BAKHTIN, M. M. Estética da criação verbal. 6. ed. Introdução e tradução de Paulo Bezerra. São Paulo: WMF Martins Fontes, 2011.

  

  • Capítulo de livro

 SOBRENOME DO AUTOR, Inicial(is) do nome. Título do capítulo sem destaque. In (em itálico): SOBRENOME DO AUTOR, Inicial(is) do nome (org.). Título do livro (em negrito, somente a primeira letra em maiúscula): subtítulo (sem negrito). Tradução de Fulano de Tal. Edição. Local: editora, data. número das p. (páginas consultadas).

Exemplo:

MARCUSCHI, L. A. Gêneros textuais: definição e funcionalidade. In: DIONÍSIO, A. P; MACHADO, A. R.; BEZERRA, M. A. (org.). Gêneros textuais e ensino. Rio de Janeiro: Lucerna. 2002. p. 19-36.

 

  • Artigos em periódico

 SOBRENOME, Inicial(is) do nome. Título do artigo. Título do periódico, Cidade da editora (se houver), v. X, n. X, p. inicial-final, mês. (abreviado se houver), ano. DOI: informação do DOI. Disponível em: Link de acesso. Acesso em: data do acesso.

Exemplo:

ARAÚJO, A. M. S. de; LÊDO, A. C. de O.; BEZERRA, B. G. A videorresenha de séries em uma perspectiva sociorretórica. Diálogo das Letras, Pau dos Ferros, v. 12, p. 1-17, 2023. DOI: 10.22297/2316-17952023v12e02328. Disponível em: https://periodicos.apps.uern.br/index.php/DDL/article/view/5115. Acesso em: 5 fev. 2024.

 

  • Trabalhos publicados em anais de eventos

 SOBRENOME, Inicial(is) do nome. Título do trabalho. In (em itálico): NOME DO EVENTO (todo em caixa alta), numeração do evento (se houver), ano, cidade. Anais [...] Cidade: Editora dos Anais, ano. p. inicial-final (se houver). Disponível em: Link de acesso. Acesso em: data do acesso.

Exemplo:

BRAYNER, A. R. A.; MEDEIROS, C. B. Incorporação do tempo em SGBD orientado a objetos. In: SIMPÓSIO BRASILEIRO DE BANCO DE DADOS, 9., 1994, São Paulo. Anais [...]. São Paulo: USP, 1994. p. 16-29. Disponível em: https://www.ic.unicamp.br/~reltech/1994/94-02.pdf. Acesso em: 5 fev. 2024.

 

  • Trabalhos acadêmicos (monografias, dissertações, teses)

SOBRENOME, Inicial(is) do nome. Título do trabalho. Ano. Tipo de trabalho (monografia, dissertação, tese) (Nome do Curso) - Instituição de Ensino Superior, Cidade, ano.

Exemplo:

ADELINO, F. J. da S. Na trilha dos modalizadores: perscrutando os jogos argumentativos no gênero entrevista de seleção de emprego. 2016. Tese (Doutorado em Linguística) - Universidade Federal da Paraíba, João Pessoa, 2016.

  

  • Artigo de jornal

SOBRENOME, Inicial(is) do nome. Título do artigo. Título do jornal, local de publicação, número ou título do caderno, seção ou suplemento, data de publicação, seção, caderno ou parte do jornal e a paginação correspondente, quando não houver seção, caderno ou parte, a paginação do artigo ou matéria precede a data.

Exemplo:

NAVES, P. Lagos andinos dão banho de beleza. Folha de S. Paulo, São Paulo, 28 jun. 1999. Folha Turismo, Caderno 8, p. 13.

 

  • Texto em meio eletrônico

 SOBRENOME, Inicial(is) do nome. Título do texto. Endereço de publicação e data do acesso (Não se usa a preposição de entre dia e mês e nem entre mês e ano. Deve-se colocar o mês sob a forma abreviada, seguido de ponto final)

Exemplo:

LUCCHESI, D. Racismo linguístico ou ensino pluralista e cidadão? Disponível em: http://www.abralin.org/noticia/Dante.pdf. Acesso em: 15 dez. 2011.

 IMPORTANTE: para outros modelos de referências, deve-se consultar e seguir orientações da ABNT - NBR 6023 de 2018.

Artigos

Polí­tica padrão de seção

Política de Privacidade

Os nomes e endereços informados nesta revista serão usados exclusivamente para os serviços prestados por esta publicação, não sendo disponibilizados para outras finalidades ou a terceiros.